" Em silêncio pensei de costas falei,
e veja só estava errada
De lado estranhei deitada esbravejei,
Da música que escutei
Do filme que assisti
Da palavra que ouvi
Da oração que fiz
Da corrida que cansei
Nada se compara a luz que enxerguei
Da pureza que conheci
Do seu nome e sobrenome que não esqueci
Sim ela existe ela dá esperanças
ela ensina e emociona
Se seu nome fosse diferente do que é
De certo chamaria você de esperança
Mas já que não posso te nomear
deixe-me pelo menos lembrar,
da mais pura que já conheci
jamais quero dizer que esqueci. "
like
like
like
like
like
like
like
like
like